©2019 por Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo

A Cidade Cenário

Escrita por Marcos Bernstein e com direção artística de Fred Mayrink, a trama foi livremente inspirada nas obras de Jane Austen. Começou a ser rodada em dezembro de 2017, em fazendas nas cidades de Vassouras e Valença (RJ). Também foram feitas locações da trama em Lavras, Carrancas e Mariana, no estado de Minas Gerais.

Inspirada no romance "Orgulho e preconceito", de Jane Austen, foi ao ar na faixa das 18h da Globo. Na trama, Darcy (Thiago Lacerda) chega a uma cidade fictícia do Vale do Café, para construir uma ferrovia. Ele faz par com Elisabeta (Nathalia Dill), uma das cinco filhas da personagem Ofélia Benedito (Vera Holtz). O papel do patriarca da família coube a Tato Gabus Mendes.

Orgulho e Paixão (2018)

A equipe de "Êta Mundo Bom" gravou em três cidades do interior do estado do Rio de Janeiro: Paty do Alferes, Vassouras e Teresópolis. Depois, os atores seguiram para São Paulo. Para as cenas em Vassouras, o cenário foi o centro histórico. Foram usadas 18 araras de roupas nas viagens. Cada uma delas era acompanhada por três caixas com acessórios, como chapéus, luvas, sapatos e bijuterias. 

ETA MUNDO BOM! (2016)

As referências para o casarão da Condessa Vitória (Irene Ravache) vieram principalmente das fazendas da época áurea do café. Azulejos portugueses, portas azuis e paredes brancas foram complementados por móveis, objetos e tecidos clássicos. As externas foram gravadas em uma fazenda em Vassouras, no sul fluminense. O jardim do casarão recebeu cerca de mil rosas vermelhas artificiais, que remetem aos belos jardins franceses. Outra fazenda no município vizinho de Rio das Flores serviu de locação para as cenas do convento.

Além do Tempo (2015)

"Presença de Anita" contou com locações em Vassouras (RJ), que serviu como cenário para a fictícia Florença, e em Valença (RJ), onde foram gravadas as cenas externas da fazenda de Marta (Vera Holtz). 

Presença de Anita (2001)

A novela teve exatamente 1.096 cenas de estúdio e 414 cenas de externas, ao longo de seus 35 capítulos. Foram usadas locações em Vassouras, no interior do estado do Rio de Janeiro, para a gravação das cenas externas das fazendas dos Junqueiras e dos Socós. Também houve gravação no interior da Bahia, em uma fábrica de charutos, e em Carrancas, Minas Gerais, onde foram feitas as cenas nas cachoeiras.

O FIM DO MUNDO (1996)

As cenas na fictícia cidade de Rio Novo foram gravadas em Vassouras, no Rio de Janeiro, que também serviu de cenário para a Fazenda Olho d’Água, que, na vida real, chama-se Fazenda Aliança.

Fera Radical (1988)

1ª Versão. As cenas ambientadas nas fazendas de Eleutério (Cláudio e Corrêa e Castro) e Antero (Jofre Soares), e na pequena cidade do interior que dá nome à novela, foram gravadas no município de Vassouras, no interior do estado do Rio de Janeiro. As sequências dos peões conduzindo as boiadas foram realizadas na Fazenda Indiana, na zona oeste do Rio.

Paraíso (1982)

A novela teve como cenário a cidade de Conservatória e fazendas na região de Vassouras, no interior do estado do Rio de Janeiro.
Em função do incêndio que havia destruído as instalações da TV Globo em junho de 1976, as cenas de interior foram gravadas nos estúdios da TV Educativa e da Herbert Richers. 

Escrava Isaura (1976)

"Uma Quase Dupla" é um filme brasileiro dirigido por Marcus Baldini, lançado em 2018. Vassouras serviu de cenário do filme estrelado pelos atores Cauã Reymond e Tatá Werneck. Na trama a investigadora Keyla, personagem da atriz Tatá Werneck, é enviada para auxiliar o subdelegado Cláudio, vivido por Cauã Reymond. A dupla de policiais tem como objetivo solucionar um crime que envolve uma série de assassinatos na pequena cidade fictícia de Joinlândia. A escolha de Vassouras como cenário da fictícia cidade de Joinlândia foi em função de alguns fatores importantes para a produção. Entre eles, a tranquilidade do município e os preços muito mais em conta do que grandes centros como Rio de Janeiro e São Paulo, por exemplo. De acordo com Bianca Villar, da Biônica Filmes, a facilidade na logística do dia a dia da equipe também foi fundamental para as filmagens.

UMA QUASE DUPLA (2017)

Novela portuguesa gravada na Fazenda São Luiz da Boa Sorte. Foi uma das novelas mais vistas pelos portugueses. A trama conta a história de Zé Maria (Diogo Morgado), que volta a Portugal para se vingar da morte de toda a sua família.

Ouro Verde (2016)

A novela teve cenas gravadas em Tiradentes, em Minas Gerais, e na fazenda São Fernando, em Vassouras, no Rio de Janeiro (locação da fazenda Vitória). A cidade cenográfica de Nova Aliança foi construída na Central Globo de Produção (Pro

Coração de Estudante (2002)

Para criar a cidade cenográfica de Vila de Sant’Anna, construída no Projac, a equipe de cenografia estudou detalhes arquitetônicos de cidades históricas de Minas Gerais, como Ouro Preto e Tiradentes. Fazendas centenárias de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo serviram como referências para os cenários das fazendas de Ouro Verde, do barão Henrique Sobral (Reginaldo Faria), e de Morro Alto, de Higino Ventura (Paulo Betti). Uma antiga estação de trem, próxima à cidade de Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro, foi adaptada para servir de cenário para as gravações da inauguração da estrada de ferro Rio-Vassouras. A cenografia também aproveitou na novela, parte das estruturas usadas na minissérie "Chiquinha Gonzaga" (1999).

Força de um desejo (1999)

Uma das dificuldades da produção de Pedra Sobre Pedra foi o número de locais de gravação: a cidade de Lençóis (BA), onde a equipe teve de escalar despenhadeiros com equipamento às costas; os municípios fluminenses de Volta Redonda, Valença e Vassouras; e o Alto da Boa Vista, na cidade do Rio de Janeiro.

Pedra sobre Pedra (1992)

Para criar a cidade fictícia de Rio Belo, a equipe de cenografia reproduziu uma cidade rural interiorana em Guaratiba, Zona Oeste do Rio de Janeiro. As cenas externas da fazenda Santa Lúcia foram gravadas em Vassouras, zona rural do Rio.

Hipertensão (1986)

A maioria das cenas externas foi gravada em Conservatória e em distritos de Vassouras (RJ). A cidade – na época cercada por morros, com casas tradicionais e janelas pintadas de azul, ao estilo colonial, era o cenário perfeito para uma história que se passava em 1880. Duas locações de Conservatória, a Fazenda Florença e a Ponte dos Arcos, se tornaram, na trama, a Fazenda da Paineira e a Garganta do Diabo.

Sinhazinha Flô (1997)